Entre em contato com a nossa equipe!

Apoiadores e colaboradores

Nos acompanhe:

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram

Grupo de Pesquisa integrado ao Laboratório de Políticas de Comunicação da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília.

Entenda o projeto

Cartilha para download

png cartilha.png

Projeto mobiliza estudantes de escolas públicas para discutir e enfrentar a violência online de gênero

O Projeto da Universidade de Brasília surge como precursor na tentativa de alterar o quadro crescente de violência online de gênero sofrida pelas adolescentes.

No Brasil cotidianamente milhares de pessoas têm seus direitos violados na Internet. De acordo com dados da Ong SaferNet, que atende online vítimas de violação de direitos de humanos, em 2016, foram 300 atendimentos de casos de sexting (exposição íntima), e mais de 300 de intimidação, discriminação e ofensa. Geralmente, as principais vítimas são crianças e adolescente, mulheres, gays e lésbicas e pessoas negras. O Distrito Federal, segundo dados da Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados, o Distrito Federal está entre as cinco unidades federativas onde mais acontece situações de violência online de gênero.

Diante desse cenário, o projeto de pesquisa e extensão “Escola de App: enfrentando a violência online contra meninas”, idealizado pela profa. Janara Sousa, da Faculdade de Comunicação, UnB, tem como objetivo discutir a questão da violência contra a mulher, privacidade e segurança na rede e ensinar alunas de escolas públicas públicas de ensino médio a programar aplicativos. O Projeto inicia em agosto de 2017 e começará atendendo cinco escolas.

 

A proposta deste projeto é pesquisar a violência online de gênero, apontando suas características, sua recorrência, sua tipologia, bem como as consequências para as vítimas e sugerindo ações de solução para essa questão. Essa violência, que seguramente é reproduzida do dito mundo “real”, se manifesta no mundo virtual com um aspecto ainda mais grave considerando a imensa capacidade de repercussão que a rede mundial de computadores possibilita. Logo, direitos como o da dignidade e o da reputação são roubados das vítimas que veem muitas vezes seu nome e sua imagem sendo motivo de escárnio público. Essa violência, aparentemente menos cruel que a física, tem desdobramentos dramáticos na vida das mulheres e meninas levando a quadros profundos de depressão, afastamento da vida social e em alguns casos, até suicídio.

 

O Escola de App é uma iniciativa do grupo Internet e Direitos Humanos, ligado ao Laboratório de Políticas de Comunicação (LapCom), da Faculdade de Comunicação. Os parceiros desse projeto são Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF), Instituto Federal de Brasília (IFB), Universidade Católica de Brasília (UCB) e Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados.